domingo, 22 de maio de 2011

O que é Yoga?



A Yoga diferencia-se da ginástica ocidental por diversas características que lhe são próprias. A primeira delas, possìvelmente a mais importante, é que interessa e faz trabalhar os quatro corpos mais densos do homem. Dessa maneira, tanto corpo físico quanto a parte emocional e mental são atingidos, equilibrando devidamente o Ser. Isso significa que nos vamos, com as posturas yóguis, refinando e aperfeiçoando sutilmente na tessitura íntima daqueles veículos.
Na parte física, atua a Yoga principalmente sôbre as glândulas e o sistema nervoso, ativando assim o metabolismo vital. Sua atuação sôbre os músculos é óbvia. Além disso, sendo os âsanas sempre acompanhados de respiração que redunda na vitalização completa de tôdas as células e orgãos do corpo físico. Um sangue altamente oxigenado produz sempre uma desintoxicação geral do organismo, pela ativação do metabolismo e queima das toxinas acumuladas de maneira notável pelo oxigênio absorvido na respiração. Nem mesmo o alimento que ingerimos desempenharia sua função nutritiva se não fôsse queimado nas células do corpo pelo oxigênio levado no sangue.
Outra diferença funadamental entre a cultura física ocidental e a Yoga é que, enquanto aquela se realiza pela repitição exaustiva de certos movimentos musculares, esta repetição exaustiva de certos movimentos musculares, esta consiste em posturas estáticas e prolongadas cujos efeitos se fazem sentir de maneira total e profunda. Além disso, os âsanas sempre partem de uma posicão re repouso absoluto, passando o corpo, progressiva e lentamente, para o estado de tensão completa e dali para a postura pròpriamente dita, da queal retorna à situação de repouso e abandono.
Isso siginifica que a ginástica comum é feita em tensão continua, ao passo que a Yoga alterna a tensão com o relaxamento. O resultado disso é que a cultura física vulgar não consegue retirar dos tecidos as toxinas ali acumuladas pelo trabalho muscular, ao passo que a Yoga o faz. Ao fim de cada postura, tornando o sangue altamente oxigenado e ainda, pelo “relax”, os músculos flácidos e descontraídos, permite uma ampla limpeza celular, levada a cabo pela circulação sanguínea. Os músculos em relaxamento fazem abrir-se as artérias e veias que passam no seu interior, como descontraem também as proprias células, propiciando assim a osmose plena do seu metabolismo, quando o sangue lhes entrega oxigenio e retira os detritos produzidos pela combustão vital, carregando também outros resíduos acumulados na intimidade dos tecidos orgânicos. O resultado disso é que uma sessão de Yoga descansao o Yogui de maneira notável, enquanto um exercício de educação física convencional torna o praticante geralmente fatigado.